Reduzindo o consumo com apenas R$ 20,00 em peças!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Reduzindo o consumo com apenas R$ 20,00 em peças!

Mensagem por CarlosZ em 2/6/2013, 09:52

Esse é um esquema que só serve em carros sem sonda lâmbda e engana o sensor MAP para reduzir o consumo.

Eu sempre achei o Monza muito gastão, no carburado eu acertava os giclês para acertar o consumo, mas num EFI, como fazer? Depois de estudar todos os manuais técnicos que pode achar e fazer um monte de testes consegui fazer o consumo passar de 6,5 km/l na
cidade para 10 km/l (em Porto Alegre com trânsito engarrafado), e na estrada a 80km/h (trecho entre Porto Alegre e Taquara pela 101 bastante tumultuado) passou de 11,5 km/l para 15 km/l.

Como conseguir isso? Bom sempre que vamos mexer no consumo, temos que alterar a relação ar/combustível, aumentar a vazão de ar é possível, mas muito cara e complicada então temos que mexer na vazão de combustível, mexer diretamente no bico injetor não dá,
mexer no módulo até dá, mas é extremamente complexo e a maior possibilidade é de queimar o módulo, ou algo mais, o mais fácil é enganar o módulo com informações falsas.

Testei várias, sensor de posição da borboleta, sensor de temperatura (já vi muitos mexerem aqui mas não consegui bons resultados), sensor de rotação do motor, sensor de velocidade, mas o que realmente fez efeito foi o sensor de pressão absoluta o MAP. Inclusive é a
informação que eu tirei de uma revista GM na época de lançamento do Monza EFI como o principal sensor para o consumo.

Como enganá-lo? Bom o sensor lê voltagem 5 voltz significa nenhum vácuo, ou com o motor funcionando a borboleta totalmente aberta, indicando para o módulo que ele precisa injetar muito combustível. 1,2 voltz significa o vácuo máximo do motor, com a borboleta
toda fechada e o motor ligado, condição de marcha lenta , ou de freio motor, fazendo que o módulo injete pouco ou nenhum combustível. Para enganá-lo então temos que informar ao módulo uma voltagem menor do que a real, isso é muito fácil, corte o fio (verde)terminal B
do sensor ou fio do pino C11 da centralina, com um potenciômetro de 20 kohms ligue o lado que vem do sensor ao pino de um lado do potênciometro, do outro lado do potenciômetro ligue a massa, e o terminal central do potenciômetro ligue o fio que vai para o módulo,
junto coloque uma chave liga e desliga em paralelo de forma que possa ligar diretamente os fios cortados desligando o funcionamento do potenciômetro.

Agora tudo feito deixe a chave liga e desliga ligada e coloque o potenciômetro no meio do seu curso (gire de um lado para o outro e veja onde fica o meio), ligue o motor e deixe em marcha lenta, e desligue a chave liga e desliga, agora gire o potenciômetro para um lado e
para o outro, e perceba que virando para um lado o motor vai enfraquecendo até morrer, ou quase morrer, para o outro lado ele fica normal (posição sem atuação).

Coloque o potenciômetro em uma posição em que o motor comece a falhar em marcha lenta, depois volte um pouco, uns 5, 10 graus de giro do botão do potenciômetro. Depois saia para dar uma volta sem forçar na aceleração (ande normal) e veja se o carro ficou fraco demais ou ainda pode reduzir um pouco mais. Quando achar o ponto certo o melhor a fazer é fazer que a marquinha do botão do potenciômetro fique bem na vertical, pois assim fica fácil de visualizar.

Agora quando estiver andando “normal” use sempre o “módulo de economia”, e quando precisar de força no motor use a chave liga e desliga para ter o motor “completo de fábrica” numa ultrapassagem ou numa subida acentuada.

ALERTA QUANDO FOR USAR MAIS DO METADE DO CURSO DO ACELERADOR DESLIGUE O SISTEMA LIGANDO A CHAVE, pois nessa condição o motor pode superaquecer, em condições normais de trânsito na cidade e na estrada respeitando os limites de velocidade, não há perigo algum, uso isso a 10 anos, inclusive fazem 8 anos que troquei o bico pelo de álcool, e apenas movendo o botão do potenciômetro faço que o
Monza use álcool ou gasolina.

Agora eu sei que muitos não vão gostar desse mexe, porém dá muito certo se cuidar do ALERTA acima.

Por último só avisando que o Monzão fai ficar com a potência de 1.0 com o módulo ligado, mas desligando na chave, volta ao normal. Funciona perfeitamente no meu Monza até hoje, e já funcionou perfeitamente também em um Kadett que já tive.

E é totalmente reversível, para voltar basta deixar ligada a chave ou reconectar o fio cortado.

Esquema (ignorem a observação da seta):


___________________________________________________

Assinatura:


Veja o Scanner diagnóstico para Monza e Kadett em:
http://chevroleiros.forumeiros.com/t2-scanner-diagnostico-monza-kadett-efi-freeware-gm-aldl-multec-700

Veja o Scanner OP-COM para todos os outros Chevrolet com Injeção Eletrônica de Combustível em:
http://chevroleiros.forumeiros.com/t4-analise-do-motor-via-logs-padroes-da-injecao-por-op-com-e-elm-327-e-excel#4

E veja como obter os códigos de erro em:
http://chevroleiros.forumeiros.com/t3-analise-e-obtencao-de-codigos-de-erros

Meus Chevrolet (atuais e antigos)

Mais fotos dos meus Chevrolet (Monza Club 1994 completo com painel digital e computador de bordo e Zafira Elite 2005) em:
http://chevroleiros.forumeiros.com/t5-fotos-dos-meus-chevrolet#5
avatar
CarlosZ
Admin
Admin

Lista de Carros: modelo ano aquisição combustivel : Monza Club 94 álccol azul 2 portas completo com painel digital e computador de bordo comprado em 03/1999, aposentado em 03/2012 só para encontros, Zafira Elite 2005 Flex preta - comprada em 01/2012

Mensagens : 1139
Data de inscrição : 12/02/2013
Idade : 49
Localização : Porto Alegre, RS

Ver perfil do usuário http://chevroleiros.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum